geekiss.xpg.uol.com.br

WebMedia XPG

Controle hormonal natural - seed cycling


Quando se fala em hormônios sexuais não tem como deixar de falar em gorduras da alimentação, saúde do fígado e saúde do intestino.
As gordurassão as precursoras do colesterol, que é o grande precursor dos hormônios. Elas também são as responsáveis pela capacidade de transportar "informações" entre as células além de influenciar na sensibilidade dos receptores hormonais. Tanto o excesso quanto a falta de gordura na dieta podem afetar esse ciclo, mas o mais importante são os tipos de gordura consumidos e o equilíbrio entre elas.
O fígadoé o grande metabolizador e ativador dos hormônios. É ele quem transforma os hormônios em sua forma ativa e elimina os excessos. Se há deficiência de nutrientes , intoxicação (álcool, medicamentos, má alimentação, agrotóxicos) ou mesmo alterações genéticas nas vias de eliminação, o funcionamento hormonal pode ser afetado. Sob uma perspectiva mais humana, também não podemos desconsiderar o papel que as emoções tem em afetar o fígado (muito bem pregado pela medicina chinesa), principalmente a raiva e o rancor.
O funcionamento adequado do intestinodetermina se os excessos eliminados pelo fígado serão realmente eliminados ou reabsorvidos. Um intestino preso ou hiperpermeável reabsorve mais hormônios, principalmente estrógenos. A microbiota intestinal (tipos de bactérias presentes no intestino) também é determinante, pois bactérias ruins metabolizam mais o estrógeno. O consumo excessivo de carnes parece aumentar este tipo de bactéria.
Não podemos deixar de mencionar o estresse, que altera os níves de cortisol e prolactina e também afeta todo o ciclo dos hormônios sexuais.
Ciclagem das sementes - uma proposta natural de tratamento
Recentemente me deparei com esta proposta de ciclagem de sementes (seed cycling) e achei muito coerente e interessante.A ciclagem de sementes é uma forma sutil de estimular o corpo a naturalmente equilibrar seus hormônios, utilizando diferentes tipos de sementes em cada etapa do ciclo menstrual.
Este protocolo tem dois objetivos principais: auxiliar na detoxificação e inativação do excesso de estrógeno na primeira parte do ciclo e otimizar a produção de progesterona na segunda parte.
A desrugulação desses hormônios (excesso de um e falta do outro, ou excesso/falta de ambos) pode ser a causa de muitos desconfortos característicos do período menstrual da mulher, como:
- TPM
- Acne
- Ciclo irregular
- Infertilidade
- Escassez ou excesso de sangramento
- Sintomas pré e pós menopausa
- Síndrome do ovário policístico
Alguns sintomas mais específicos:
Excesso de estrógeno:
- dor nos seios
- mudança de humor
- perda de cabelo
- ganho de peso
- fibrose
- endometriose
- tendência para câncer de seio e ovário
- retenção de líquido e dificuldade de perder peso
- acúmulo de gordura na região do quadril
Falta de progesterona:
Pode se manisfestar com sintomas semelhantes ao excesso de estrógeno, mas também
- ansiedade
- dificuldade para pegar no sono
- dores de cabeça menstruais
Como funciona a ciclagem das sementes ?
Fase 1 - Fase folicular (dia 1 ao dia 14)
Na primeira fase do seu ciclo, que consiste do 1 dia da menstruação* ao 14 dia, é o momento onde há um pico na produção de estrógeno. O excesso desse hormônio pode ser a causa de alguns desconfortos como já falamos acima, por isso o objetivo nesta fase é regular a produção e a reabsorção do estrógeno.
*Se está com ausência de ciclo (amenorréia) comece no primeiro dia da lua cheia.
Nesta fase consuma diariamente:
1 col de sopa de semente de linhaça
1 col sopa de de semente de abóbora
As sementes devem ser hidratadas e/ou trituradas.
Assementes de linhaçatem alto nível de lignana, que é um fito hormônio capaz de inibir a ação do excesso de estrógeno, pois se liga em seus receptores, ou imita sua ação quando a produção está naturalmente reduzida, como na menopausa. Sua ação secundário é sobre as bactérias do intestino, que convertem a lignana em enterolactona, que bloqueia os receptores de estrógenos.
Assementes de abóboratem um alto teor de ômega 6 e são bastante ricas em zinco, que é importante para formação de hormônios e previne a conversão de estrógeno em estrona, sua forma mais indesejada e perigosa.
* Se você tem uma dieta muito rica em alimentos w6 é importante reduzí-los para ter melhor resultados
**Se você tem baixos níveis de estrógeno e está em idade fértil, a semente de linhaça deve ser reduzida ou eliminada.
O aumento no consumo de ômega 3 nesta fase (em adequado balanço com fontes de ômega 6), melhora a saúde das membranas das células, permitindo a melhor sinalização dos hormônios, e reduz a inflamação, reduzindo os sintomas indesejados.
Fase 2 - Fase lútea (dia 15 ao dia 28)
O objetivo desta fase é estimular a produção natural e adequada de progesterona. A principal função da progesterona é estimular o crescimento do endométrio (parte interna do útero) e mantê-lo durante a gestação. Se não há fecundação, a progesterona diminui e esta camada se descama, ocorrendo a menstruação (reiniciando assim o ciclo - dia 1).
Adequados níveis de progesterona ajudam a regular o humor e a memória. A progesterona também tem uma função de relaxante muscular, por isso seus níveis adequados reduzemcólicas menstruais e melhoram o funcionamento do intestino.
Nesta fase consuma diariamente:
1 col de sopa de semente de girassol
1 col de sopa de gergelim hidratado
Asemente de girassolé rica em selênio e ácido linoleico. Ela vai auxiliar na produção adequada de progesterona.
O gergelim é rico em cálcio e antinflamatório o que ameniza as dores da menstruação. Ele também possui níveis mais baixos de lignana, que já auxiliar a evitar excessos da produção de estrógeno no início do novo ciclo.
* A semente de girassol e o gergelim são ricas em cobre. Em algumas pessoas, onde os níveis de zinco estão baixo, o excesso de cobre pode causar uma piora dos sintomas de TPM. Este excesso também é comum em quem utiliza anticoncepcional por longo período. O cobre em excesso inibe os níveis de zinco e ferro. Portanto se seus níveis de zinco estão baixo (verifique com seu nutricionista), considere retirar o gergelim e consumir somente a semente de girassol e óleo de prímula, e também considere aumentar a semente de abóbora na fase 1.
Antes de utilizar todas as sementes, deixe-as de molho por pelo menos 4 horas para retirar o excesso de fitato, um anti nutriente presente nelas.
Para melhor observação dos resultados esperados, este procedimento deve ser repetido por pelo menos 3 meses.
Quem não deve testar isso?
Falar que este protocolo resolve todo tipo de problemas hormonal é bastante reducionista, pois como já mencionamos anteriormente outras questões precisam ser verificadas. Mas com certeza, não haverá problemas ou efeitos colaterais hormonais em testá-los, fora os cuidados já mencionados, principalmente para melhoras de sintomas desconfortáveis que acontecem no ciclo menstrual. Só recomendo alguns cuidados na forma de consumo das sementes para pessoas com alterações intestinais como intestino irritado e colite.

Publicidade

Fechar

CONTATO

Preencha o formulário abaixo

Fechar

Hospedagem HTML Grátis sem limite

Preencha o formulário abaixo e hospede seu
site grátis e sem complicações.

* www.LOGIN.xpg.com.br

Concordo com os Termo de serviços do XPG

Fechar

BLOG Grátis

Seus textos, fotos e vídeos em um blog que é a sua cara.

* www.LOGIN.xpg.com.br

Concordo com os Termo de serviços do XPG

Fechar

Esqueci minha senha

Crie já o seu cadastro

Fechar

ESQUECI MINHA SENHA

 

Se você esqueceu sua senha, digite seu login abaixo.

Se você esqueceu seu login, digite seu e-mail abaixo.