recantododragao.xpg.uol.com.br

WebMedia XPG

Como cuidar das feridas e prevenir queloides ou manchas


Cicatrizes são o temor de muita gente. Afinal, são definitivas e podem ser extremamente inestéticas, sem falar que o tratamento de uma cicatriz já formada pode ser longo e custoso. Portanto, deve ser dada a devida atenção à ferida inicial.

Como cuidar das feridas e prevenir queloides ou manchas

Sabe-se que alguns fatores dificultam a cicatrização. Veja os principais:

  • Problemas na ferida cirúrgica: toda cirurgia deixa cicatriz. Podem ser finas e discretas, ou grandes e aparentes. E, felizmente, em muitos casos, é possível evitar o surgimento de uma cicatriz cirúrgica inestética com a adoção de alguns cuidados. A sutura da ferida (os pontos) deve estar coesa e sem muita tensão. Os pontos devem ser retirados no prazo, caso contrário a cicatriz adquire um aspecto de “trilho de trem” após a retirada dos pontos.
  • Grandes hematomas (acúmulo de sangue na ferida) podem aumentar a pressão dentro ferida cirúrgica, alargando os pontos. Além disso, podem infeccionar, agravando mais ainda o quadro. Portanto, os hematomas grandes devem ser drenados sempre que possível.
  • Sol e calor: ambos podem provocar o crescimento da marca, transformando-a numa cicatriz hipertrófica ou em uma queloide. Além disso, provocam escurecimento das mesmas. Por isso, qualquer ferida – seja de lesões de acne, picadas de inseto, arranhões ou feridas cirúrgicas – deve ser protegidas do Sol e do calor.
  • Infecção da ferida: a infecção retarda a cicatrização, podendo desencadear o surgimento de queloides. Portanto a cicatriz deve ser tratada com antibióticos quando há presença de sinais de infecção (dor, saída de pus, vermelhidão, inchaço).
  • Feridas traumáticas, quando graves, podem deixar cicatrizes deformadas. Os cuidados iniciais devem ser realizados por profissionais habilitados e em ambiente hospitalar. A ferida deve ser limpa, retirando os tecidos mortos. Também devem ser removidos os corpos estranhos da ferida, como asfalto, pedaços de vidro, madeira, etc. Queimaduras de segundo grau profundas e queimaduras de terceiro grau também devem receber os primeiros cuidados em ambiente hospitalar.
  • Evite remover as casquinhas: qualquer manipulação repetitiva da ferida pode gerar queloides.
    Fique atento se a ferida estiver vermelha ou coçando espontaneamente, pois são sinais de uma queloide se iniciando. Para cada tipo de ferida há uma creme cicatrizante específico e, após cicatrizado, o local deve ser hidratado. Pergunte ao seu médico qual a melhor maneira de fazer isso.

Se mesmo com todas estas medidas uma cicatriz inestética se formou, procure um dermatologista ou cirurgião o quanto antes. Atualmente sabe-se que o tratamento precoce de qualquer cicatriz traz resultados mais rápidos e satisfatórios.



Dr. Marcelo BrolloDr. Marcelo Brollo
Médico Dermatologista
CRM-RJ 5280769-9 |  CRM-DF 17867 | RQE 25054

Outros artigos deste colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in
Encontre-me no Google


O post Como cuidar das feridas e prevenir queloides ou manchas apareceu primeiro em Dermatologia e Saude.

Publicidade

Fechar

CONTATO

Preencha o formulário abaixo

Fechar

Hospedagem HTML Grátis sem limite

Infelizmente este serviço foi descontinuado e não será possível criar um novo cadastro


Fechar

BLOG Grátis

Infelizmente este serviço foi descontinuado e não será possível criar um novo cadastro


Fechar

Esqueci minha senha

Crie já o seu cadastro

Fechar

ESQUECI MINHA SENHA

 

Se você esqueceu sua senha, digite seu login abaixo.

Se você esqueceu seu login, digite seu e-mail abaixo.