geekiss.xpg.uol.com.br

WebMedia XPG

Mundo Digital, Tecnologia e Empreendedorismo #34


Mundo Digital, Tecnologia e Empreendedorismo #34

Chegamos a mais uma de nossas colunas semanais de tecnologia, empreendedorismo e cultura digital.

Nosso destaque são as mudanças no Yahoo após a concretização da venda para a gigante americana Verizon. Acompanhe!

Yahoo vai mudar de nome para Altaba após venda para Verizon

O Yahoo pretende mudar seu nome para Altaba uma vez que a venda para a operadora americana Verizon for completada. A CEO Marissa Mayer  e o cofundador David Filo também deixarão a companhia, informou o Yahoo em um documento regulatório publicado durante a última semana.

Todas essas mudanças fazem parte de um acordo assinado em julho de 2016 sobre a venda do Yahoo para a Verizon por cerca de 4,8 bilhões de dólares.

Uma vez que o negócio for completado, o Yahoo vai tornar-se uma empresa de investimentos e a sua junta de diretores será reduzida de 11 para 5 pessoas: TorBraham, Eric Brandt, Catherine Friedman, Thomas McInerney e Jeffrey Smith.

Ebook gratuito recomendado: Riqueza pessoal é possível

Nokia pode revelar novos smartphones em breve

Após anunciar o smartphone Nokia 6, a fabricante HDM Global – que detém os direitos para usar o nome da empresa conterrânea em celulares – deu pistas de que deverá anunciar novos aparelhos com a marca Nokia em breve.

Em um post divulgado na página oficial da HDM no Facebook, a companhia disse, sem entrar em maiores detalhes, que “mais anúncios deverão acontecer em 26 de fevereiro”.

O retorno da marca Nokia aconteceu no começo de janeiro, quando a HDM anunciou o smartphone intermediário Nokia 6, com sistema operacional Android.

Ao contrário do esperado, no entanto, o aparelho será vendido apenas na China e tem design e configurações internas modestas.

Canal de áudios recomendado: DinheiramaCast, o seu podcast de educação financeira

Xiaomi planeja vendas globais de US$ 14,5 bilhões em 2017

A fabricante chinesa Xiaomi disse que pretende vender 100 bilhões de yuans (o equivalente a US$ 14,47 bilhões) em 2017.

A afirmação, feita nesta quinta-feira (12), pelo cofundador da empresa, Lei Jun, acontece depois da empresa enfrentar um ano complicado em 2016, quando a Xiaomi caiu no ranking dos maiores vendedores de smartphones devido a uma reformulação nos seus negócios.

Em 2017, a Xiaomi planeja abrir mais 200 lojas Mi Home e um total de 1 mil lojas ao longo dos próximos três anos para fortalecer suas operações de varejo off-line, já que o comércio eletrônico representa apenas 20% do mercado global de smartphones da China.

O desenvolvimento de inteligência artificial também estará entre as estratégias de crescimento da empresa em 2017, segundo Lei. Um banco online também é uma das apostas, já que a empresa se tornou a segunda maior acionista do Sichuan XW Bank.

------
Este artigo foi escrito por Redação Dinheirama.
Nossos editores selecionam assuntos importantes e que influenciam o seu bolso. Sugestões: contato@dinheirama.com
Este artigo apareceu originalmente no site Dinheirama.
A reprodução deste texto só pode ser realizada mediante expressa autorização de seu autor. Para falar conosco, use nosso formulário de contato. Siga-nos no Twitter: @Dinheirama

Publicidade

Fechar

CONTATO

Preencha o formulário abaixo

Fechar

Hospedagem HTML Grátis sem limite

Infelizmente este serviço foi descontinuado e não será possível criar um novo cadastro


Fechar

BLOG Grátis

Infelizmente este serviço foi descontinuado e não será possível criar um novo cadastro


Fechar

Esqueci minha senha

Crie já o seu cadastro

Fechar

ESQUECI MINHA SENHA

 

Se você esqueceu sua senha, digite seu login abaixo.

Se você esqueceu seu login, digite seu e-mail abaixo.