estacaogeek.xpg.uol.com.br

WebMedia XPG

Só Natália sorriu


Na rodada do Playoff da Champions League em que as brasileiras entraram quadra, só a Natália teve motivos para comemorar.


Eczacibasi 2x3 Fenerbahce
(25-16; 22-25; 19-25; 25-21; 12-15)

Mais uma vez um duelo entre Eczacibasi e Fenerbahce foidecidido somente no tie-break. Desta vez, o equilíbrio do placar, na verdade, refletiu muito a inconstância das duas equipes na partida.

Entre os altos e baixos, o Fener acabou por surfar o topo da onda exatamente no tie-break. Teve uma recuperação decisiva após um mal quarto set em que, mesmo com 9 pontos em erros do adversário, não conseguiu fechar a partida. Com passe ruim e bolas lentas, Natália e Kim ficaram presas ao bloqueio adversário. 

Achei que ali o Fener tinha perdido a mão da partida, mas, com mais volume de jogo no quinto set, o time cresceu e a coreana decidiu contra-ataques importantes. A marcação do Eczacibasi caiu assim como o rendimento das suas atacantes.

É curioso que, mesmo com a Tomkom em quadra a partir do segundo set, o Fener não teve uma distribuição equilibrada nem armações muito ágeis. Ficou bastante dependente das oscilações de Kim e Natália durante a partida.

O Eczacibasi, por outro lado, dividiu bem as responsabilidades entre as pontas e tentou aproveitar as boas jogadas que têm no meio de rede, mas as centrais não corresponderam. Adams foi bem marcada e a Thaisa abusou dos erros.

Jogo da volta é no dia 04 de abril. Será que teremos mais um tie-break para a coleção desta temporada?

***********************************

Volero Zurich 1x3 Vakifbank
(25-15; 20-25; 17-25; 21-25)

Desde que o Vakifbank entrou em quadra – ou seja, somente no segundo set -, a vida do Volero ficou muito difícil. 

Sem uma linha de passe qualificada, em que até a líbero fazia a levantadora correr atrás da bola, o Volero suou para conseguir efetivar a sua virada de bola. O Vakif até não foi tão agressivo no bloqueio, mas foi bem defensivamente e no aproveitamento dos contra-ataques.

Zhu demorou para entrar na partida e acabou por não ser a atacante de referência do Vakif. Mas o time teve em Sloetjes e Hill (que não comprometeu no passe) boas saídas para fazer fluir o ataque turco.

Fabíola se contundiu antes da partida e foi um desfalque importante. Dificilmente a brasileira conseguiria fazer milagre com o passe que a Zivkovic teve que trabalhar durante a partida, mas, talvez, a distribuição tivesse sido mais variada e o jogo suíço menos lento. Acho que isso acabou também por tirar um pouco a Carcaces da partida, deixando o jogo muito concentrado na oposto Olesia. 
      
A missão do Volero já era difícil, agora vai precisar que o apagão do Vakif no primeiro set desta partida se repita mais 3 vezes no mínimo para ter alguma chance.

Publicidade

Fechar

CONTATO

Preencha o formulário abaixo

Fechar

Hospedagem HTML Grátis sem limite

Infelizmente este serviço foi descontinuado e não será possível criar um novo cadastro


Fechar

BLOG Grátis

Infelizmente este serviço foi descontinuado e não será possível criar um novo cadastro


Fechar

Esqueci minha senha

Crie já o seu cadastro

Fechar

ESQUECI MINHA SENHA

 

Se você esqueceu sua senha, digite seu login abaixo.

Se você esqueceu seu login, digite seu e-mail abaixo.